“Em quanto tempo se esgota?”



Como é maravilhoso o estado de graça "Mulher Apaixonada", como é extraordinário a facilidade com que a fome dá lugar a falta de apetite. E se for daquelas rebatedoras até dá nos no estomago e diarreia momentos antes dos primeiros encontros.
Somos capazes de nos alimentar de borboletas por tempo indeterminado, rimos por tudo e por nada, passamos a amar o Universo, deixamos de nos apegar a problemas básicos, não largamos o telefone.
Quem nunca?
Os primeiros encontros de uma mulher apaixonada…A nossa "Deusa interior" passa o dia aos pinotes, não para um segundo com tanta adrenalina. Nada pode falhar, da ponta do dedo do pé até ao último fio de cabelo, tudo é pensado e calculado ao pormenor.
Linda e maravilhosa lá vai ela… O que ela não sabe é que o que lhe dá a real beleza é o brilho, não do Báton, mas o brilho que a sua alma irradia com a felicidade que a invade…
Afastamos-nos do mundo e vamos fazer sexo selvagem, fazer amor e trocar juras de amor eterno… Quem nunca?


Como estará esta mesma mulher 1 ano depois?
Devíamos tirar fotos no antes e no depois.
“Podia-vos mandar enviar exemplares de algumas amigas mas elas não iam gostar J

Provavelmente já voltou a ter fome, fome até demais, quem sabe até já engordou uns quilinhos, o ginásio deu lugar a programinhas de sofá. O Universo talvez já não pareça tão simpático como há uns meses atrás, as pessoas voltaram a ter defeitos e a irrita-la…
O pijama e o casaco cheio de borboto, passou a fazer parte da indumentária de domingo, qual é o mal? Nenhum… Desde que isso não tivesse sido um tabu no inicio...
O sexo deixou de ser aquela coisa toda, passou a ser feito ocasionalmente, por variadíssimos motivos que todas sabemos quais são, deixamos os beijos e  passamos ao selinho de chegada a casa.  As juras de amor passam ao "Amo-te" antes de dormir e ao acordar… “Eu amo-te” passa a ser tão banalizado como um “Bom Dia”.
Assim num repente, nas primeiras discussões sentimos falta de algo que deixamos la atrás, as amigas. Onde esta a não sei quantas? Ela animava-me, ela dava-me sábios conselhos… A não sei quantas está numa fase qualquer da vida diferente da tua…

O cara que era o mais XPTO da sua espécie ganhou defeitos, alguns, vários, muitos, depende do quanto a mulher goste desse homem!

Minhas queridas,

Como nós temos a capacidade de enganar pessoas, e não são umas pessoas quais queres, começamos logo por nós mesmas, somos vítimas do nosso próprio desequilíbrio, depois enganamos os desgraçados dos homens. Eles acham que estão a levar uma mulher, cuidada, sempre bonita, sempre depilada, sempre perfumada, sempre impecável e na verdade não assim...

Nem sempre é assim, mas eu arrisco me a dizer que em 90% dos casos é assim, umas têm força para bater a porta e dizer que não é nada daquilo, outras não conseguem, a dependência emocional é grande, o medo de falhar mais uma vez é gigante e então vamos coabitando no mesmo espaço… Outras começam de novo mas sempre com o mesmo método, lamento mas nunca vai funcionar!

Reparem, o homem por norma apresenta-se tal como é, ele não anda a inventar a melhor versão de si mesmo, isso é demasiado elaborado, para seres de funcionamento simples…
Ele é simples a deferir as regras, gosta de treinar,treina, não gosta, assume que não gosta.
Lá vem a mulher com a teoria da transformação, leva o desgraçado quase amarrado para o ginásio, ele vai, e para não a deixar triste até vai treinar com empenho, mas ele não gosta daquilo.
Um ano depois ele não treina mais… Se para ti treinar era tão importante, tinhas que ter posto isso na balança.
Ele é sofá, tu és sempre em atividade. Vai resultar? Não penses em mudar o outro, pensa se és capaz de te adaptares há realidade dos outros, ou até que ponto estas disposta a ceder. Se não estas disposta a mudar nada, então acabas de identificar um problema grave, que vai dar inúmeras chatices quando o encantamento acabar. Os opostos atraem-se mas não se completam” J
A culpa é dele? Não! É tua, que quiseste modificar uma pessoa, que para não te magoar não disse logo "Eu não vou porque eu não gosto".
Um exemplo em milhares...

STOP – Se tens olhos para!

Mostra-te como és não inventes versões que não vão funcionar a longo prazo... Apaixonas-te menos vezes, é um facto! Mas também diminuis substancialmente as frustrações...
Respeita as fases da gestão da relação. Uma mulher não consegue engravidar e parir no mesmo dia, nas relações é igual, não podes conhecer hoje e amar amanhã!



Um beijo da tua amiga,





Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um elogio ao amor puro

Adventurepark